AR/SA propõe programa de lixo reciclável para retirar morador de rua.
Claudia Sogl
Março 30, 2001

A Administração Regional de Santo Amaro está estudando um programa de lixo reciclável com o qual pretende atingir dois objetivos.

O primeiro é retirar das ruas os catadores de lixo ("carrocinhas"), que têm casa própria mas dormem debaixo dos viadutos, para cuidar do material recolhido durante o dia. Para isso criará cooperativas de material reciclável, no qual o catador chegará pela manhã e atenderá uma determinada área durante o dia. Uma das propostas das cooperativas, além de fornecer segurança para o catador de lixo, é de fornecer refeição e banho. “ A intenção é de transformar este morador de rua em um profissional do lixo.”, explica Marco Antônio Almeida, assessor do Eng. Nerilton, Administrador Regional de Santo Amaro. A única exigência da AR-SA será da apresentação de um relatório, citando a quantidade de lixo recolhida.

A segunda intenção faz da parte da diretriz do Governo de reciclar de 4% a 5% do lixo, conseguindo assim uma redução de 5% na licitação anual – hoje de 450 milhões de reais – o que se traduz em uma economia de 22,5 milhões de reais.

Segundo Marco Antônio Almeida há várias associações incentivando esta iniciativa, que pretendem entrar com recursos para a viabilização do projeto: Ação Comunitária da Chácara Santo Antônio, Clube dos Lojistas do Brooklin, Amogranji e Sajape.

[ Convide um(a) amigo(a) ] a ler esta reportagem

[ Imprima ] esta reportagem

Portal Sampa Online (http://www.sampaonline.com.br): o maior e melhor portal dos bairros da cidade de São Paulo